Igreja matriz de Ortigosa

Dados do Património
Nome: Igreja matriz de Ortigosa

A Igreja Matriz de Santo Amaro, em Ortigosa, que deriva da primitiva construção de uma Capela, em 1610. Entre 1830 e 1876, a dita Capela viu o seu corpo ser aumentado, recebeu novas sacristias, uma segunda torre e os muros do adro. Foi também construído o cemitério, onde é hoje o salão paroquial. Na mesma época, foram dourados os altares e retábulos, a mando e a expensas de Frei Manuel Maria do Santíssimo Rosário, de acordo com as inscrições presentes numa das colunas do Templo.
 
A Igreja não é muito vasta e encontra-se bem iluminada. Para além do altar-mor, possui dois altares laterais e dois colaterais, onde outrora os padres davam o sermão. A imagem do Padroeiro data do século XVI.
 
Anexas à Igreja, encontram-se a casa paroquial e diversas salas de catequese.